Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Escolhas!

por Narciso Santos, em 16.07.19

Inúmeras situações no mundo resultam das escolhas que fazemos. Haverá momentos em que nos sentiremos impelidos ao revide. Entretanto, poderemos escolher a concórdia. 
Não faltarão instantes em que o desânimo tentará nos envolver. Todavia, poderemos optar pela perseverança. É possível, ainda, que as sombras nos convidem para o futuro incerto. Porém, seremos livres para seguir a luz. Escolhe os que nos rodeiam, escolher às vezes magoa, mas são as nossas escolhas.
As circunstâncias não determinam, mas revelam quem nós somos.
Olho ao meu redor e vejo o resultado das minhas escolhas.
Todas elas têm ou tiveram alguma razão.
E, no centro delas, estou Eu!
Cada momento que eu tomo decisões, sei, que elas passam a ter um impacto directo na minha vida.
E, para cada decisão, existe uma razão ou uma emoção que pode ter sido pensada e ponderada, ou pode ter sido fruto de um impulso, tomado ao acaso. Ainda assim existe uma razão para isso.
É por isso que a razão da vida é tudo.
É por isso escolher de forma positiva é tão importante.
É por isso que ouvir o coração faz toda a diferença? Ou ouvir a Razão o fará? Ou metade de ambos?
Porque as minhas razões e as minhas emoções vão, implacavelmente, moldando a minha vida. Escolhas e mais escolhas, qual a correcta? Talvez pior mesmo é não ter escolha nenhuma...


Mudei!

por Narciso Santos, em 05.04.19

Às vezes se te lembras procurava-te retinha-te esgotava-te e se te não perdia 
era só por haver-te já perdido ao encontrar-te. Nada no fundo tinha que dizer-te e para ver-te verdadeiramente e na tua visão me comprazer indispensável era evitar ter-te 
Era tudo tão simples quando te esperava tão disponível como então eu estava. Mas hoje há os papéis há as voltas dar há gente à minha volta há a gravata. Misturei muitas coisas com a tua imagem... 
Tu és a mesma mas nem imaginas como mudou aquele que te esperava 
Tu sabes como era se soubesses como é. 
Numa vida tão curta mudei tanto que é com certo espanto que no espelho da manhã 
distraído diviso a cara que me resta depois de tudo quanto o tempo me levou 
Eu tinha uma cidade tinha o nome de qual já não mais me recordo, perdi, esfumaçou-se, lembro-me que havia as ruas as pessoas o anonimato os bares os cinemas os museus 
um dia vi-te e desde então ... se porventura tem ainda para mim sentido.
Mas o preço que pago por te ter é ter-te apenas quanto poder ver-te e ao ver-te saber que vou deixar de ver-te... Mesmo agora te vejo e mesmo ao ver-te não te vejo pois sei que dentro em pouco deixarei de ver-te. 
Eu aprendi a ver a minha infância vim a saber mais tarde a importância desse verbo para os gregos e penso que se bach hoje nascesse em vez de ter composto aquele prelúdio e fuga em ré maior que esta mesma tarde num radio ouvi, teria concebido aqueles sweet hunters que esta noite vi ... Vejo-te agora vi-te ontem e anteontem. 
E penso que se nunca a bem dizer te vejo,se fosse além de ver-te sem remédio te perdia 
Mas eu dizia que te via aqui e acolá e quando te não via dependia do momento marcado para ver-te. Eu chegava primeiro e tinha de esperar-te e antes de chegares já lá estavas, naquele preciso sítio combinado onde sempre chegavas sempre tarde ainda que antes mesmo de chegares lá estivesses,se ausente mais presente pela expectativa por isso mais te via do que ao ter-te à minha frente. 
Mas sabia e sei que um dia não virás que até duvidarei se tu estiveste onde estiveste 
ou até se exististe ou se eu mesmo existi? Pois na dúvida tenho a única certeza:Terá mesmo existido o sítio onde estivemos? 
Aquela hora certa aquele lugar?


Vida

por Narciso Santos, em 20.12.18

A vida tem destas coisas... um dia somos luz.. outro dia apenas a sombra do que fomos outrora.. Trata-se de um facto.. e eis que no meio do desespero.. ansiedade.. surge a velha questão existencial.. "qual a nossa função? porque existimos?"...

Lembrando a frase que vi no filme "BraveHeart" - "Todos os homens morrem.. mas nem todos chegam realmente a viver."

- Eu nasci. nasci no dia em que aprendi a sonhar.. Nasci no dia em que percebi que mais importante que ser bonito ou ter dinheiro ou uma imagem.. era ser livre, autentico, e verdadeiro... Nesse dia.. compreendi, que fui posto neste mundo para Viver.. é essa a minha missão.. viver.. aprender.. ensinar.. sentir.

BOM DIA!


Figuras Geométricas

por Narciso Santos, em 07.12.18

Não gosto de figuras geométricas. De linhas contínuas e perfeitamente delineadas a régua e esquadro. Gosto do improvável. Do imprevisto. De linhas curvas. Detesto triângulos. Um dos vértices acaba sempre magoado. Ou então todos. Prefiro linhas sem destino que caminham juntas ou separadas, mas sem uma direcção pré-definida. Gosto de encontros. De desencontros que redundam em desilusões, mas que nos contam uma experiência feita de lágrimas e desesperanças. Prefiro tudo isso a viver amarrado a uma figura geométrica. Como um triângulo em que um dos vértices acaba magoado. Arrisco sair da segurança da desilusão e da tristeza para novas aventuras. Fora do triângulo. E fora de qualquer figura geométrica, rumo ao imprevisto. Ao futuro. Das linhas curvas. Aos encontros e desencontros... Se andasse em linhas rectas e estradas sem pedras, nunca tinha chegado onde cheguei...


Vida / Viver

por Narciso Santos, em 06.12.18

A vida tem destas coisas... um dia somos luz.. outro dia apenas a sombra do que fomos outrora.. Trata-se de um facto.. surge a velha questão existencial.. "qual a nossa função? porque existimos?"...

Lembrando a frase que vi no filme "BraveHeart" - "Todos os homens morrem.. mas nem todos chegam realmente a viver."

- Eu nasci. nasci no dia em que aprendi a sonhar.. Nasci no dia em que percebi que mais importante que ser bonito ou ter dinheiro ou uma imagem.. era ser livre, autentico, e verdadeiro... Nesse dia.. compreendi, que fui posto neste mundo para Viver.. é essa a minha missão.. viver.. aprender.. ensinar.. sentir.

Bora VIVER!!!

Bom Dia de Quinta Feira!


Aerosmith - Dream On

por Narciso Santos, em 20.11.17

... Sonho e não durmo... tenho pena de não acordar... um dia... um dia terás tudo o que mereces, e o que dirá o teu melhor amigo quando a ele chegares de olhos molhados, e segurando nos braços muito dos teus sonhos, já sem vida, sem cor, sabor ou cheiro... e te fará sorrir, por momentos, em que sonharas que tudo e possível...

A dormir ou acordado... não deixem de viver os vossos sonhos, nem que em pensamento seja... Bonito ou não... um beijo para quem nunca o pensa receber...


Life / Vida...

por Narciso Santos, em 16.09.17

 "The Offspring - Meaning Of Life (piano version)"

 

As vezes pergunto-me qual será; qual é o meu legado... ou melhor os cuscos / custas perguntam-me isso. A minha primeira reacção seria manda-los passear, mas a segunda reacção é sempre "sei la eu...".

A porcaria da "busca" é complicada, deveria ser simples mas infelizmente não o é...

Basicamente sou Pai!

Basicamente sou Filho!

Basicamente sou Irmã!

Basicamente sou Amigo!

Basicamente posso ser Inimigo, mas prefiro não o ser...

Sou o meu Ser e o vosso Sorriso ( não sei porque escrevi esta parte mas soou bem....).

Sou as estradas das Caxinas, sou o Mar das Caxinas, faço parte do meu Povo Caxineiro!

Tento "tocar" respeitar o modo de vida das minhas gentes; da mesma forma como eles "tocaram" moldaram e moldam a minha vida.

Eu simplesmente Vivo!

O que normalmente vejo são as pessoas tentarem sobreviver... Para quê chorar? Para quê sofrer? Para quê olhar para os "cêus à procura de uma solução, quando só depende de nós?

Vamos viver, gozar, bailar, beber...

Viver o momento para entender o raio do destino, mesmo ele sendo injusto.... escutar em silêncio... para encontrar o caminho, o norte ou a nossa "ancora" que não importa para onde vamos, sabemos sempre para onde e para quem regressar.

Por isso Vivemos a nossa Vida neste mundo e não deixemos este mundo Viver a nossa vida por nós...

Just LIVE dont look back...

Só temos esta vida e este dia já está a contar...

P.S. Escrever isto num telemóvel e dentro de um avião não é nada fácil...


Acordar Cedo e Cedo erguer...

por Narciso Santos, em 27.07.17

IMG-20170724-WA0000.jpg

Faz todos os músculos e ossos do corpo doer.

 A minha empresa é patrocinadora de uma equipa de ciclismo e aqui tenho um equipamento para mim, hummmm.... das duas, uma!

1 - Isto é um mimo que a empresa me está a dar (pois o preço daquilo, DAMMM!)

2 - Isto é uma indirecta para eu sair do meu sedentarismo e recomeçar pela 10298940494 vez a fazer exercício físico.

Lá fiquei com a pulga atrás da orelha... cheguei a casa e lá experimentei o "fato" e logo percebo que afinal nada tinha a ver com o ponto 1, mas sim com o ponto 2 pois a "camisola" de ciclismo, mais me ficava um top, pois o MEU abdominal, fazia com que eu parecesse uma grávida de 5 meses.

Lá olho para as resoluções de fim de ano e percebo que não estou a cumprir com nenhuma delas e resolvo (para mal dos meus pecados) acordar todos os dias apartir de segunda feira às 6:20 da manhã e recomeçar a fazer 1 hora de bike.

Leio meia dúzia de sites de como recomeçar a fazer exercício e afins, e todos remetiam para eu beber coisas verdes mais saídas de um caldeirão de uma qualquer bruxa, outros para eu ver imagens de amigos que faziam exercício, e outros como fazer exercício sem dor... e afins.... Vi logo que tudo o que lera era uma imensa perca de tempo!

Acordar a esta hora já por si só é complicado, imaginem agora vestir aquela fatiota cheio de sono! Quando termino de a vestir (tarefa árdua pois a roupa teimava em não entrar, estava mais apertada do que na sexta, quando a experimentei e logo penso terá sido os enchidos; o queijinho; hummm aquele tiramissú, e as natas, o tintol...), já estou tão transpirado que pensei que tinha feito o exercício do dia, mas como ainda eram 6:30 da manhã, lá me convenço pela vigésima vez que é para ir em frente.

Desço as escadas equipado a rigor, vou em direcção à bike e eis que por uma lado tinha metade do selim roído pela minha querida Pastor Alemã "Pipa" por outro os pneus estavam em baixo, dado o extremo uso que lhe dei nos últimos anos, mas lá encho os pneus, saco as teias de aranha da bike e lá me faço à estrada!

Passado 10 km regresso a casa, todo transpirado, coisa que durou uns 35 minutos... Olho para o Relógio, vejo o tempo que demorei de bike a fazer 10km, vejo o estado em que me encontro (arfar como um desalmado), as dores nas pernas e no rabo, pois a cena almofadada do equipamento não evita uma tremenda dor no rabo e uma vez tenho a certeza que o que tinha lido de facto foi perca de tempo, mas cá ando à 4 dias seguidos a fazer "isto".

O que aprendi que não aparece nos sites?

1 - Quando nos fazemos à estrada optar sempre em primeiro lugar em ir contra o vento, pois estamos menos cansados e a volta será menos extenuante (teremos o vento a favor); claro que no primeiro dia fiz o contrário e estava a ver que tinha que ligar a alguém para me vir buscar de carro.

2 - Qando nos fazemos à estrada convém não esquecer de ir bem penteado; colocar gel; roupa a rigor; perfume; maquiagem e afins. Pois isto é um dois em um, além de exercício físico também treinamos para futuras passagens em passerelles de modelos.

3 - Uma das razões que ando de bike em frente ao mar é para o poder contemplar e sentir o cheiro a maresia, mas torna-se tarefa impossível, pois cada pessoa que passa por mim, antes de sair de casa deve-se mergulhar em perfume, para não cheirar ao CK Sovaco (mesmo sabendo que o ritmo que mantêm não provocará transpiração, pois aqui correm o risco de estragar o look).

4 - Eu quando saio de casa por cima da fatiota visto um casaco pois está frio por aqui no Norte, e o que me espanta, ou não... é ver tipos a correr em tronco nú, provavelmente a tshirt que levam nas mãos devem fazer com que transpirem imenso, ou será para mostrar o "Six Pack"?

4.1. - Todos os tipos que correm em tronco nú, não têm um único pelo no corpo, ainda vem que vou todo "tapadinho", apesar de os meus pelos das pernas me denunciarem.

Por isso fica a questão: O que me motiva a acordar cedo para fazer exercício físico?

1 - De certeza não é o "six pack" pois tenho frio para andar por aí em tronco nú, e decerto não estou muito virado para a moda da depilação. Também andei 2 décadas a investir no meu "pipo" e não é agora que o vou perder!

2 - Adoro comer, e agora tenho a desculpa de repetir um segundo ou terceiro prato de feijoada, ou arrroz de cabidela, ou emborcar 2 pães com manteiga, queijos, enchidos, etc... Pois direi amanha lá terei que fazer um Km extra para compensar esta comida.

3 - Não terei de chegar ao segundo copo de vinho e parar, pois o vinho engorda... tal como a cerveja...

4 - Notei uma diferença nestes 4 dias no trabalho, pois venho mais desperto e com mais energia, quando pensei que iria acontecer o contrário.

5 - Se a parte profissional correr mal, sempre posso tentar ingressar numa equipa de ciclismo de reformados.

6 - Roupa cara sempre ajuda a dar um empurrão, pois pensamos, fogo aquilo custou tanto e vai ficar arrumado, ao menos dou um uso e faço figura pouco profissional na rua.

Finalizando com a frase filosófica diga dos maiores filósofos de todos os tempos: "Um Homem sem barriga é um Homem sem história"!

 

 

 

 

 


Reticências...

por Narciso Santos, em 25.07.17

És frágil… estás só no meio de tanta gente… num turbilhão de empatias... que sabes que serão responsáveis pela tua descida ao duro e doce estado de melancolia onde as lágrimas já não escorrem... onde os sorrisos são meras máscaras forçadas utilizadas para enganar o sol que brilha lá longe…

Sentes-te sozinha, só querias saber o caminho... o passo que dar... mas julgas-te sem forças... julgas-te fraca... queres sentir aquele cheiro de quem abraça quem ama... queres sentir aquele calor que te enche os olhos luz...

Apetece-te estar sozinha longe de todos os teus problemas... e quanto mais corres para chegar aquela montanha onde o por do sol demora horas... e a lua brilha sempre acompanhada por um mar de estrelas... onde consegues ver as ondas do mar... e sentir o vento dançar pelos campos doirados do trigo... quanto mais corres... mais os teus problemas te aparecem pela frente... duros e frios como paredes de cimento... sentes-te um labirinto onde a luz não chega... onde só encontras saídas dolorosas...

Estás carente... queres apoio... queres um beijo que te encha a alma... querias ter força para sonhar... para continuar... continuar a viver daquela fonte tão utópica como bela que é o amor puro..

Eu conheço alguém que te ama...

Eu conheço alguém que se te conhecer melhor... se te compreender... se souber o que tu realmente queres... te poderá ajudar... Eu conheço alguém que promete que vai tentar sempre ser o mais justa e sincera contigo...

Eu conheço... é aquele vulto de olhos sem brilho, de postura derrotada que tu encontras no espelho... sempre que te vais convencer de que vale a pena viver...


Sometimes...

por Narciso Santos, em 24.07.17

 

...tenho medo. dessas pessoas que entram sem avisar. não pedem liçença e apenas entram. e ficam. constroem castelos no ar. e depois sem avisar novamente partem. deixam saudades e pó nas coisas. que não me atrevo a limpar. como plasticina. como brincadeira de criança, deixas-te moldar. seres em ti ou seres no outro. quando dás por ti já nem sequer sabes bem quem és. já foste. e nos olhos fica o brilho triste e melancólico de uma saudade. de uma vida que já torna. assim, às vezes, tenho medo das pessoas. muito medo

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Favoritos