Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Memórias de “Um Xinês 2”

por Narciso Santos, em 28.02.18

Depois da pancada e abertura do meu crânio, na minha vida tudo mudou... e lá estava o Xinês para tornar esta mudança da pior maneira possível. Havia no nosso tempo os míticos momento dos discos pedidos, não nada de Onda Viva mas sim na Rádio Cidade às 2 da manhã...

Xinês lá liga para a rádio e pede a música “lamp” dos Presidents of United States... Agora imaginem um Xinês/Caxineiro a pedir tal música a um tipo da rádio brasileiro... eu só me lembro de ouvir muitos “Oi?”... qual banda? “Oi?”, qual grupo? “Oi?”... dedicatória para a Malta Maltinha e para o “Juvena ou Mesquita que é um gajo fixe”. Resposta do locutor, “porra isto é mesmo coisa de Xinês”... Espero que ainda tenhas a K7 deste pedido bem como a versão da rádio cidade, uma cena tipo Vasco Palmeirim de algo do género“ vem pegar lo avion and chupé mon salchixon “... uma versão da música francesa “Je t'aime... moi non plus" - Canção de Jane Birkin e Serge Gainsbourg!

Foi nesta fase que comecei a gostar dos músicos sertanejos do brasil e “pimba” portuguesa...

Já viste meu em duas recordações como a minha vida mudou??

Deveríamos nos encontrar mais vezes “num gole de uma cerveja”!

 

Xinês!
 
Grande Ciso quero te informar que infelizmente já não há K7, ficou apenas a memória, a memória de um ritual, em que chegava a meter o despertador para as 2h da manhã para não correr o risco de adormecer, um ritual em que deu para descobrir que havia muitos padeiros e seguranças a pedir músicas, um ritual que era um carrossel de emoções, ia da frustração de apanhar a linha ocupada à alegria de ouvir o sinal de chamada, ia do nervosismo de estar a falar numa rádio nacional à sensação de promessa cumprida com os amigos que estavam aquelas horas, também agarrados ao rádio à espera daquele momento. É uma memória que nunca vai desaparecer por muitos anos que passem...
 Em relação à cerveja, sabes que estou sempre disponível 😘😘😘😘

Memórias de “Um Xinês 1”!

por Narciso Santos, em 26.02.18

EU!

A primeira memória/trauma que me ocorre neste momento é: como foi possível dois gajos da mesma equipa em vez de cabecear a bola... abrir a cabeça um do outro?
E lá fomos a casa da minha tia fazer um curativo, ou uma espécie de estancar o sangue pois havia Varzim x Porto nessa noite.
Lembro-me de Tu em vez de estancares o sangue abrires mais “a racha” para ver a profundidade do golpe e a minha prima quase a desmaiar (mesmo totó)!
Afinal não é uma memória mas sim um trauma...

 

Resposta Xinês Face!

 

 Passado 25 anos ainda não vi uma cena parecida no futebol 😂😂😂😂 Se houvesse comunicação na equipa, de certeza que hoje não teria uma cicatriz na cabeça 🤕🤕🤕🤕


Amizade

por Narciso Santos, em 05.12.17

 

Existia uma pequena flor, num pequeno jardim, onde todos os dias uma senhora, já fragilizada pelo passar dos anos, cuidava da pequena flor. Dava-lhe carinho e tudo o que ela necessitava para que a flor se desenvolve-se e ficasse mais bela, na realidade a flor nunca chegou a crescer, nem se tornou a flor mais bela do jardim. No entanto a senhora continuou sempre a cuidar da pequena flor... A flor acabou por morrer numa manhã fria de Outono! Quando a senhora que todos os dias cuidou da flor com tanto carinho e dedicação, se apercebeu do que tinha acontecido, esboçou um sorriso... e plantou uma nova semente.

Rico é aquele que se pode dar ao luxo de plantar sementes e ver pequenas flores crescerem... Poder dar algo, dedicar alguma atenção, ser prestável...

É bom ter sementes. É bom ter Amigos!

BOM DIA SEMENTES E AMIGOS!!!


Amizade

por Narciso Santos, em 21.11.17

 (Só porque acho a guitarrada inicial completamente brutal)

Laço verdadeiramente indulgente, da mais pura escolha, sem imposições, ligado por pessoas que cruzam o nosso caminho, permanecendo por um determinado momento da vida. Momento este imortalizado, como numa parceria cúmplice e fiel da mais bela plenitude.

Janota ou serena, reflecte a imagem do melhor que buscamos, sempre ensinando-nos, partilhando, revelando algo, transmitindo emoções ou sensações muitas vezes jamais vivenciadas. De alguma forma, estas pessoas permanecerão para sempre, mesmo que em pensamentos, bem distantes, guardados lá no fundo da memória ou em alguma prateleira do coração!

Por isso, mesmo que o mundo gire ao contrário, siga em constante movimento, conceitos e valores sejam deturpados, sempre encontraremos uma resposta ou consolo com aquele(a) amigo(a). Pessoa que no momento certo se fará presente, através de um simples gesto ou uma palavra.

Talvez porque seja o mais sincero, poderoso e singelo de todos os vínculos afectivos.

Um brinde repleto de alegria, com o cálice da mais pura harmonia, a todos vocês que fazem parte e estão presentes na vida de alguém.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos