Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Rir... Not!!!

por Narciso Santos, em 27.06.18

Para quem desejar emagrecer, ligar a televisão à hora do jantar é óptimo pois ajuda a perder o apetite e a ficar deprimido. A realidade é tão cruel que muitos de nós preferíamos viver em Marte ou em Never Land, onde nunca nada de mal acontece. Fecham-se os olhos tentando, no meio do turbilhão apocalíptico, atingir o Nirvana. Meditar só não basta. Há que denunciar, apontar o dedo, mostrar indignação, exigir responsabilidades, dar voz ao grito que se cala, atirar sapatos, porque não? A acção dos jornalistas é de louvar mesmo que, sentados à mesa, uns quantos desanimem, outros reprovem e questionem, a maioria se conforme e nada diga, havendo até quem prefira ver desenhos animados ao telejornal.


Mudar de canal não adianta.Os males do Mundo passam pelos ecrãs e pelos olhos da humanidade. A simples existência de cidadãos conscientes e informados, é um passo para que, de alguma forma, a sociedade dê a sua contribuição e ajude a atenuar a dor de muitos extinguindo o racismo, a xenofobia, a censura, as torturas, a perseguição política e religiosa e a escravatura que ainda hoje existem.
 
Às vinte, outra vez o pesadelo acompanhado pelo longo desfile de palavras frias e bife com ovo a cavalo:
Passam-me os mortos pelos olhos. Não quero ver. Desliguem isso! Terra inóspita, crua, estéril. Um par de seios secos. Vultos famintos negros, pequeninos, nus. Pés descalços, mãos vazias, olhos brilhantes o resto, morto. Matem, matem, matem a fome. Miséria e moscas. Milhões de moscas. Mortas e vivas, nunca vi tantas. Não quero ver. Deus, Alá, Profeta, Xiva, Buda... Porra é tua a mesma Merda só muda o termo! (Este (s) já nos esqueceram faz tempo!), não quero ver isto! Ninguém quer ver, dói. Já te agradeci? Pois, não tenho tempo. Eu sou um verme reles, maldito, ingrato. Asquerosa vaidade. Que vergonha! Vergonha de mim. Perto deste menino que de mãos vazias sabe rir, eu sou um zero absoluto. Eu já não nem sei rir! Sou um verme. Verme, verme, verme! Ri-te verme! Nem me dou conta da bênção. O cão comeu o meu bife. Não sei o que é ter frio nem a boca seca e perdi o apetite.Fui à escola. Aprendi a ler.Hoje dou-me ao luxo de comprar livros mas já não sei rir. Esqueci-me de rir muito. De rir sempre. Porque sim e porque não. Rir só porque acordei e respiro. Já não sei rir, que estupidez!
 
Estranhamente em um mês engordei 7Kg, pois só vejo na tv: "BdCs e Futebol"!!!
 
Será que Morri e nem dei conta?

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos