Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


The Lucky Ones!!!!

por Narciso Santos, em 23.04.19

Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=nEfKHIqwQmY

Quando percebemos que só temos o Agora para desfrutar de Amizade e Companheirismo entre NÓS. O Passado já Passou e o Futuro não está prometido a / para ninguém. Sendo tão sortudos é desfrutar o Presente Agora e criar memórias para transportar-nos para a frente. A parte mais difícil é para aqueles a que amamos - testemunhar o "seu prazo de validade". Portanto, se nós pudemosagarrar o Agora e fazer o melhor dele, sempre permaneceremos os felizardos no mundo dos vivos. Esta música é tão bela que conforta nossos corações complicados de se sentirem!


Desinspirado!

por Narciso Santos, em 20.04.19

Às vezes o tempo parece parar…
Este tempo parado complica o meu processo de inspiração
Talvez devido a ele, não consiga concentrar
Escrever algo
Arranjar o que muitos pensam ser fácil “Um Tema”
Um objectivo geral, para partir para os específicos…
Tudo conspira contra, eu não quero acreditar nisso…
Acredito que ELES o autor, o poeta o pesquisador continua a viver cá dentro… 
Não de mim, pois não me considero nenhum do descrito acima…
Sem objectivos, sem tema, sem inspiração… ELES vivem dentro de nós…
Será que a merda do cursor não se encontra no local certo?
Será que a merda da caneta não está no lugar correcto?
Eu deitado no sofá será a posição Ideal? A posição incorrecta?
Será que deveria estar sentado numa cadeira numa secretária?
Será que assim me sentisse inspirado? Será que conseguiria começar algo?
Muitos Será…
Os Olhos fitados na imagem principal…
Os Olhos fitados no objectivo principal…
Os Olhos fitados nas mãos, no texto, nos caracteres…
Mesmo assim nada sai… A não ser isto que chamo de lixo que estou a escrever…
Será que a dose de Rum que bebo é suficiente?
Será que deveria estar a beber?
Os Grandes bebiam, fumavam, e saiam-se com textos utópicos e fantásticos…
Eu bebo…
Eu não fumo…
Não sai nada…
Só isto…
Será que devo fumar?
Olhos na tela…
Mãos nas teclas…
E a Mente estará focada?
Ouvidos na melodia que outrora trazia inspiração…
Sim acho que tudo está a favor…
Sairá algo, um poema, um texto, uma prosa da caneta, do teclado que não é mais nem menos que a ligação entre o papel e uma alma deambulante…
Disto sai algo, um poema que cresce como uma árvore… ou algo vazio e fraco que fica pequeno como uma flor… Mas se for como uma árvore ou flor, ambas são bonitas…
Yep no inspiration but… a poem is and always will be a poem that grows inside a mind, a heart and sould… and that shows everything for everyone who reads this wherever you are…
Desinspirado…


Fui fazer a Matricula para o 1º Ano do Meu Filho!

por Narciso Santos, em 15.04.19

Após 1 ano a chega  a tão ansiada semana de férias que eu posso escolher!

Ontem começo a planear a minha semana de férias e logo penso que quando acordar a primeira coisa que iria fazer era ligar o canal 90 e ver o primeiro episódio da ultima temporada do GOT! Mas... sim existe sempre um mas em todas as histórias, como sempre os meus planos saem um pouco ao lado... A minha primeira função do dia de hoje foi matricular o pequeno para o 1º Ano de escola!

Começo logo a ler "a folha" com os dizeres dos documentos que necessitam e vejo que existe um site onde poderei efectuar a mesma, e para espanto meu... ou não... o site não funcionam, mas sou positivista e como a escola fica a 5 minutos a pé de casa sempre dá para ir num instante a escola fazer a matrícula e ver o tão aguardado episódio!

Chego 4 pessoas a minha frente, 9 da manhã, os serviços abrem as 9:30, senha número 5 de 8 (de manhã)... as mesmas 8 para a parte de tarde! Sim 16 pessoas por dia, aqui começa a minha estranheza!

Mais combate menos combate no Clash Royal, e chegam as 9:30!

Entram as 2 primeiras pessoas, pois eram 2 de cada vez e... penso... 20 minutos e tou despachado... ou não!

A primeira pessoa saiu as 10:40! Entrei eram 11:30.

Sento-me e a senhora logo me pede desculpas pois ligaram "com os serviços centrais" e o sistema não estava a funcionar, onde já vi este filme, wait a minute... Ah ja me recordo, sites das finanças, plataforma de concurso de professores, plataforma dos médicos, etc... Ou seja, tudo que este país quer modernizar e agilizar tende sempre a não funcionar e não entendo porquê!

Preenchi uma carrada de papel, acho que decorei todos os "meus números" (NIF; CC; SS; UTENTE), todas as datas de validade e de expiração, etc... 

Depois de 30 minutos a preencher papelada, eis que me dizem, depois ligamos para você cá vir novamaente validar tudo na plataforma electrónica... 

- Porque raio tive aqui à espera, preenchi todos estes papéis, se os tenho que fazer de novo quando ou se a plataforma funcionar???

Responta pronta o Óbvia:

- É o país que temos!!!

P.S.1 - Não é suposto ser proibido tirarem fotocópios dos meus documentos pessoais?

P.S.2 - Não é suposto não aparecer uma listagem dos nomes dos alunos completos por turma (protecção de dados) pois eu vi todas as turmas e todos os nomes dos alunos bem como as suas notas!

P.S.3 - Se a secretaria de manhã funcionava das 9:30 as 12:30 e mal conseguiram atender 8 pessoas, como na parte da tarde com o horário das 14:00 ás 16:00 conseguirá atender o mesmo número de pessoas?

P.S.4 - Quanto ao GOT o primeiro episódio foi "morninho" espero que os próximos 5 sejam "calientes" Ice + Fire!

 


Presente; Passado; Futuro

por Narciso Santos, em 09.04.19

Dou por mim a pensar no hoje e no amanha, mas talvez a chave para este presente e futuro encontra-se enterrado no meu passado... O mundo tenta descobrir o presente e para onde caminhamos num futuro se o existir, e estuda o passado e o inicio da vida para descobrir estas respostas, desta forma o passado do mundo pode ter as chaves e as respostas para o nosso futuro, fazendo um paralelismo com tal coisa. Será que o nosso futuro como pessoas não poderá estar encerrado no nosso passado, em algo que deixamos para trás, ou algo que engavetamos na nossa mente e perdemos a chave e temos que abrir essa mesma gaveta, pois podemos deixar as coisas passar, pois esquecemos o que fomos...


Mudei!

por Narciso Santos, em 05.04.19

Às vezes se te lembras procurava-te retinha-te esgotava-te e se te não perdia 
era só por haver-te já perdido ao encontrar-te. Nada no fundo tinha que dizer-te e para ver-te verdadeiramente e na tua visão me comprazer indispensável era evitar ter-te 
Era tudo tão simples quando te esperava tão disponível como então eu estava. Mas hoje há os papéis há as voltas dar há gente à minha volta há a gravata. Misturei muitas coisas com a tua imagem... 
Tu és a mesma mas nem imaginas como mudou aquele que te esperava 
Tu sabes como era se soubesses como é. 
Numa vida tão curta mudei tanto que é com certo espanto que no espelho da manhã 
distraído diviso a cara que me resta depois de tudo quanto o tempo me levou 
Eu tinha uma cidade tinha o nome de qual já não mais me recordo, perdi, esfumaçou-se, lembro-me que havia as ruas as pessoas o anonimato os bares os cinemas os museus 
um dia vi-te e desde então ... se porventura tem ainda para mim sentido.
Mas o preço que pago por te ter é ter-te apenas quanto poder ver-te e ao ver-te saber que vou deixar de ver-te... Mesmo agora te vejo e mesmo ao ver-te não te vejo pois sei que dentro em pouco deixarei de ver-te. 
Eu aprendi a ver a minha infância vim a saber mais tarde a importância desse verbo para os gregos e penso que se bach hoje nascesse em vez de ter composto aquele prelúdio e fuga em ré maior que esta mesma tarde num radio ouvi, teria concebido aqueles sweet hunters que esta noite vi ... Vejo-te agora vi-te ontem e anteontem. 
E penso que se nunca a bem dizer te vejo,se fosse além de ver-te sem remédio te perdia 
Mas eu dizia que te via aqui e acolá e quando te não via dependia do momento marcado para ver-te. Eu chegava primeiro e tinha de esperar-te e antes de chegares já lá estavas, naquele preciso sítio combinado onde sempre chegavas sempre tarde ainda que antes mesmo de chegares lá estivesses,se ausente mais presente pela expectativa por isso mais te via do que ao ter-te à minha frente. 
Mas sabia e sei que um dia não virás que até duvidarei se tu estiveste onde estiveste 
ou até se exististe ou se eu mesmo existi? Pois na dúvida tenho a única certeza:Terá mesmo existido o sítio onde estivemos? 
Aquela hora certa aquele lugar?


"ballentines"

por Narciso Santos, em 14.02.19

Tudo tão bonito e romântico que será nos restaurantes, elas todas bem vestidas e produzidas, eles com o ramo de flores para lhes oferecer, eu a tocar na minha cabeça o vinil do "barco do amor"... Mas eis que esquecem que logo a noite há jogo...SCP e SLB ... elas irão falar para eles e a resposta deles será um abano com a cabeça, basicamente significará que não estarão a ouvir puto do que a outra cara metade estará a dizer. Haverá ainda aqueles que não gostavam de futebol e pensaremos, sim senhor muito lindo mesmo. Mas eis que os dois sacam do telemóvel e passam o jantar a olhar para o mesmo... Moral, a culpa é do SLB ou do SCP? Ou para enfiarem as fuças no telemóvel num jantar a dois que deveria ser proibido? Nestas altura o Cupido deveria era andar com metralhadora em vez das setas com os corações... Just Saying!


Adeus

por Narciso Santos, em 22.01.19

Adeus
é um bocado de adeus. é um pedaço de inverno que se desprendeu de mim. é uma pequena despedida porque foi tudo tão pouco. é a página em branco onde dantes abundavam palavras. é a ausência distante da presença ,outrora constante. é o ruído ensurdecedor do silêncio. É o grito que se ignora. é um bocado de adeus. é uma dor agudinha. é o peixe fora de água. é o cigarro fumado sem perdão, é a cerveja bebida sem noção. é o hábito. é a mania estúpida de se viver de sonhos. é por isso um adeus. breve como tudo o que restou de nós. E faz um calor imenso, sabias?


Boas Festas

por Narciso Santos, em 22.12.18

Quase, quase... no fim do ano. No fim de tantas e tantas emoções. imensos sorrisos e ilusões passageiras, lágrimas que pareciam durar eternidades até secarem, emoções que não passavam e sentimentos que teimavam em ficar. Este ano houve de tudo. 
Agora estou quase, quase a ficar um ano mais velho. Mais sábio. Ou talvez não. Ainda gosto demasiado. Ainda corro demasiado. Ainda vivo tudo intensamente. Será que a idade algum dia vai mudar isto? Boas Festas...


Vida

por Narciso Santos, em 20.12.18

A vida tem destas coisas... um dia somos luz.. outro dia apenas a sombra do que fomos outrora.. Trata-se de um facto.. e eis que no meio do desespero.. ansiedade.. surge a velha questão existencial.. "qual a nossa função? porque existimos?"...

Lembrando a frase que vi no filme "BraveHeart" - "Todos os homens morrem.. mas nem todos chegam realmente a viver."

- Eu nasci. nasci no dia em que aprendi a sonhar.. Nasci no dia em que percebi que mais importante que ser bonito ou ter dinheiro ou uma imagem.. era ser livre, autentico, e verdadeiro... Nesse dia.. compreendi, que fui posto neste mundo para Viver.. é essa a minha missão.. viver.. aprender.. ensinar.. sentir.

BOM DIA!


Escrever!!!!

por Narciso Santos, em 16.12.18

A luz como energia 
O escuro como local de meditação e refugio 
A musica como musa inspiradora, 
Os sentidos como matéria prima 
A vida como sonho...

Escrever em português é mais intenso mais violento, mais romântico.

Porque Saudade não existe em mais língua nenhuma do mundo e;

Porque Amo-te será sempre diferente de I love You...

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Favoritos