Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

http://cisosemjuizo.blogs.sapo.pt

"Louco? Loucos são os Loucos que me chamam Louco mas que não conseguem ver a genialidade da minha Loucura!"

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Agradecimento a Fundação Ciência e Tecnologia (FCT)...

por Narciso Santos, em 22.12.16

Exmos Senhores

Antes de mais obrigado pela resposta negativa ao meu pedido de atribuição de bolsa estudos para terminar o meu doutoramento em marketing e estratégia, mas gostaria de tecer os seguintes comentários à não atribuição da mesma.

Tudo que será descrito posteriormente não tem como finalidade colocar em causa os colegas que conseguiram a bolsa de estudos mas sim colocar em causa o método de atribuição da mesma.

Começando pelo mérito do candidato: 2 valores em 4 possíveis: "O candidato não apresenta elementos curriculares relevantes, que justifiquem qualquer pontuação adicional." Bem eu não sei quais os "elementos curriculares relevantes" que são considerados, mas após verificar alguns dos candidatos aos quais foram atribuídas bolsas, deixem-me, lhes dizer que gostava de saber qual deles foi com 36 anos, Director de Marketing de 4 Empresas em Portugal, no Brasil e em Angola? O que mais me espanta é que quase nenhum dos "aceites" trabalhou (profissionalmente em contexto empresarial) na sua vida, somente têm veia académica, desta forma pressuponho que somente têm em consideração estes factores, ou seja, são docentes académicos e a quantidade de papers publicados e nada mais... Poderiam colocar como cláusula de exclusão que aceitam somente publicadores e não pessoas comuns que trabalham a nível profissional e ao mesmo tempo querem enriquecer o seu currículo académico com mais um diploma, para poder aliar a experiência profissional ao ensino, pois poderá desta forma saber o que se passa no mundo, no académico e saber o que se passa no mundo real, o profissional... Mas adiante, uma pessoa que foi 3 anos gestor do produto de duas grandes marcas automóveis, Grupo Fiat e Peugeot, em uma grande multinacional, Grupo Entreposto. Que foi Director Executivo em trés Empresas em Portugal, no Brasil e em Angola, com 12 anos de experiência a juntar aos 3 anos anteriores é considerado irrelevante... Trabalhar junto de Grupos como Jerónimo Martins, Os Mosqueteiros, Leroy, Sonae, etc... É irrelevante... Por favor eu devo ser limitado (mesmo me sentindo um pouco inteligente), desta forma gostaria de saber o que é relevante?

Virando-me agora para o segundo ponto da V/ avaliação, Mérito do programa de trabalhos a desenvolver - 3 valores em 4 possíveis. Vossa justificação: "A temática da tese e a abordagem proposta apresentam-se com um enfoque muito voltado para a área da gestão" Ora bem que dizer acerca deste tipo de justificação medíocre? Deixa pensar... (demorei 5 segundos para justificar). Uma pessoa que tem como base umaLicenciatura em Economia, um Mestrado em Gestão de Marketing, não será normal abordar um tema de marketing com enfoque na gestão sobre o mesmo? Outro comentário que gostaria de deixar presente e lhes perguntar era: Sabem o que é o marketing? Falam-me em questão pertinente da comunicação? Estão a brincar comigo? Sabem quantas variantes e quantas abordagens se pode colocar em um trabalho de marketing, sem falar em questões comunicacionais, e outras e mesmo assim ser um brilhante trabalho de marketing? Dou um simples exemplo. Um plano de Marketing qual o verdadeiro e mais importante enfoque deste que não seja o plano de viabilidade económica e financeira, pois é isto o que verdadeiramente interessa a uma empresa, e pergunto se este plano será não pertinente por não abordar os "tais processos comunicacionais"... Aqui começa o descalabro, a ironia e o sarcasmo do texto que irá culminar com algo fantástico, provavelmente não lerão até ao fim...

Por fim: Mérito das condições de acesso: 2 valores em 2 possíveis. Mau era darem menos de 2 valores a 2 universidades, uma Portuguesa e outra Espanhola...

E agora vem o top do bolo da cereja: "Nesta área científica as candidaturas com classificação inferior a 4,12 estão propostas para recusa" Ora bem como expliquei no ponto 1 que devo ser limitado, mas como a matemática é uma ciência exacta e feitas as contas, como base, se tivesse os valores máximos e não os aplicados daria o seguinte (para quem não sabe fazer uma média deixo aqui presente um exemplo: (4+4+2)/3 = 3,33333. Como raio se eu tivesse pontuação máxima nos 3 pontos iria chegar aos 4,12 valores para me ser atribuída bolsa? Eu é que não tenho um CV relevante, eu é que não falo em processos comunicacionais, e Vocês os Iluminados, os que decidem quem tem acesso a bolsas ou não, não sabem fazer uma simples média para saber que era impossível eu chegar alguma vez aos tais 4,12 valores.

 

Já nada espanta neste país, mas quando dois professores meus me dizem concorre pois não perdes nada, mas nunca te atribuirão bolsas, pois as mesmas vão para os amigos... Eu não sendo de nenhum partido político, não tendo conhecimentos(Factor C) nem amigos nesses patamares onde vocês iluminados andam, pois sou um simples filho de pescador e de uma empregada doméstica (com muito orgulho), ainda acreditava inocentemente, que algum organismo poderia não estar viciado, para os amiguinhos, para os filhos dos papás, para os "Jotas" mas enfim... Erro meu...

Este texto é uma simples reflexão sobre a temática em questão e como o "sistema" encontra-se, completamente viciado, e sinceramente entreguem as bolsas aos amigos, aos amigos dos amigos, pois nunca precisei de ninguém para tirar os meus diplomas e tenho orgulho em os ter sem qualquer tipo de favor, ao contrário de muitos que estão onde estão não por mérito mas sim por favores e CV relevantes...

Terminando, pois já perdi tempo a mais com este texto e tenho uma revisão de literatura para fazer, pouco relevante ou não... Irei enviar este mesmo texto de uma pessoa limitada para todos os órgãos de comunicação social para perceberem a imparcialidade e justiça da V/ atribuição de bolsas.

Um bem haja para os CVs não relevantes.

CSJ

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Favoritos